Top blogs de receitas

sexta-feira, 29 de março de 2013

Bacalhau Baiano

Já é tarde, mas promessa é dívida, e aqui está mais uma receitinha de Bacalhau para quem ainda não escolheu o que fazer na sexta-feira Santa. Essa é uma receita exclusivíssima da minha mãe, que meu pai adora e aos poucos fui aprimorando para chegar ao que ela fazia. Até participei de um concurso de culinária no fim do ano passado. É bem diferente das outras receitas com Bacalhau, mas posso garantir que fica muito bom. Chamo de "Bacalhau Baiano" pois vai azeite de dendê, o que dá um toque nordestino fantástico ao prato. Espero que vocês aprovem e façam!

Bacalhau Baiano




Ingredientes:

½ kg de Bacalhau dessalgado em postas
1 vidro de Leite de Coco
1 dente de alho amassado
½ cebola picada
3 colheres (sopa) de azeite extra virgem
5 colheres (sopa) de extrato de tomate
2 xícaras (chá) de água
1 colher (sopa) de azeite de dendê
Sal a gosto
Pimenta do reino moída na hora a gosto
Salsinha e cebolinha a gosto para finalizar e decorar

Preparo:






Em uma panela aquecida, acrescente o azeite extra virgem e doure a cebola e o alho. Adicione as postas de Bacalhau e mexa om cuidado para não desmanchá-lo. Tempere com o sal e a pimenta. Acrescente o extrato de tomate e a água, misture levemente, tampe a panela e cozinhe em fogo médio por aproximadamente 30 minutos para que o líquido reduza pela metade. Abaixe o fogo e adicione o Leite de Coco, misturando cuidadosamente para incorporá-lo ao molho. Cozinhe por mais 5 minutos, então adicione o azeite de dendê e desligue o fogo. Salpique a salsinha e a cebolinha e sirva quente com arroz branco.




DICA:

Comece a dessalgar o Bacalhau com 24 horas de antecedência, trocando a água a cada duas horas e mantendo em um recipiente fechado na geladeira. Se você não tiver esse tempo, pode acelerar o processo levando o peixe à fervura, mas a textura não será a mesma

NÃO VIVO SEM...

Uma boa faca!



Para quem gosta de cozinhar, o pior pesadelo é não ter uma boa faca para cortar os alimentos. Com uma faca de qualidade, cortar carnes, e até cebola fica bem prazeroso e seguro. Pode parecer mentira, mas uma faca cega pode ser mais perigosa que uma faca afiada, então, invista nesse utensílio!

quinta-feira, 28 de março de 2013

Risoto de Bacalhau e Alho Poró

O tão esperado feriado está chegando! Sou de família católica e sempre seguimos a  tradição de comer um peixinho na Sexta-feira Santa. Como a maioria dos brasileiros, a opção para essa data é o Bacalhau. Hoje vou apresentar duas versões para vocês. A primeira eu fiz hoje, e ficou bom demais!!! Então, se você já comprou o Bacalhau mas ainda não escolheu a receita, dê uma olhadinha nessa:

Risoto de Bacalhau e Alho Poró



Ingredientes:

250g de Bacalhau dessalgado cortado em cubos
8 colheres (sopa) de azeite
2 colheres (sopa) de cebola ralada
1 dente de alho amassado
1 talo de alho poró cortado em rodelas grandes transversais (somente a parte branca)
1 tomate cortado em cubinhos
1 xícara (chá) de arroz arbóreo
1/2 xícara (chá) de vinho branco seco
3 xícaras (chá) de caldo de legumes quente (caso use o industrializado, pode diluir um cubinho em 3 xícaras (chá) de água quente)
1 xícara (chá) de queijo parmesão ralado
Sal e pimenta do reino a gosto
Salsinha e cebolinha a gosto

Preparo:




Em uma frigideira, aqueça 3 colheres (sopa) de azeite, e doure levemente o alho e 1 colher (sopa) de cebola. Acrescente o tomate e o alho poró e refogue. Junte o Bacalhau, tempere com sal e pimenta do reino e refogue por três minutos. Reserve. Em uma panela, mantenha o caldo de legumes aquecido, mas sem ferver. Em outra frigideira ou panela, aqueça 3 colheres (sopa) de azeite e refogue 1 colher (sopa) de cebola. Acrescente o arroz e refogue até que ele comece a ficar transparente. Tempere com sal e pimenta do reino a gosto. Adicione o vinho e espere evaporar. Vá adicionando conchas de caldo de legumes aos poucos, esperando secar e mexendo sempre para que o amido solte. Depois de 15 minutos,  junte o bacalhau e acrescente mais caldo. Quando o caldo acabar e o arroz estiver "al dente", desligue o fogo (aproximadamente depois de 20 a 25 minutos). Espalhe o queijo parmesão ralado e adicione mais 2 colheres (sopa) de azeite. Salpique salsinha e cebolinha a vontade e sirva quente. Gostaram? Calma que ainda tem mais uma receitinha para vocês poderem escolher.



DICA:

1) Eu sei que dá uma vontadinha de adicionar todo o caldo de uma vez no risoto, mas esse processo de acrescentar aos poucos é extremamente importante e garante a cremosidade do prato. Então, paciência!!
2) Antes de temperar, experimente o bacalhau, pois se ele ainda estiver salgado você tem que prestar atenção ao temperar o risoto.

NÃO VIVO SEM...

Vinho!



Além de adorar vinho como bebida, eu também AMO cozinhar com vinho! Ele dá um sabor especial aos risotos, carnes, aves e peixes. Os brancos são adequados para risotos e carnes brancas, e os tintos vão bem nas preparações com carnes vermelhas. E você, cozinha com vinho?


terça-feira, 26 de março de 2013

Bolinho de Chuva

Oba, hoje o Receitinhas e Comidinhas está completando um mês! Gostaria de agradecer todas as visitas, elogios e comentários! Pensei em fazer um bolo para comemorar, mas ai começou cair uma chuvinha boa aqui em Jundiaí, e então não teve jeito - Bolinho de Chuva ficou em primeiro lugar!! Para mim, Bolinho de Chuva tem cheiro de felicidade, de boas lembranças, de infância... Gostaria muito de poder dar um bolinho para cada um de vocês, mas como não dá, compartilho então essa receitinha que mora no meu coração!!

Bolinho de Chuva




Ingredientes:

1 xícara (chá) de leite
2 xícaras (chá) de farinha de trigo
1/4 xícara (chá) de açúcar
2 ovos
1 colher(chá) de fermento em pó
1/2 colher (café) de sal
Óleo para fritar
Canela em pó e açúcar à vontade para polvilhar

Preparo:





Em uma tigela, misture o leite, a farinha de trigo, o açúcar, os ovos, o fermento e o sal e mexa até ficar uniforme. Aqueça o óleo em uma panela pequena (não há necessidade de que os bolinhos fiquem imersos em óleo, e sim até a metade). Quando o óleo estiver quente, com a ajuda de uma colher de sobremesa, pegue um pouco de massa (aproximadamente uma colherada rasa) e passe o dedo cuidadosamente para que a massa caia no óleo, formando uma bolinha. Frite até dourar e vire para fritar o outro lado também. Retire os bolinhos com uma escumadeira. Repita o procedimento com o restante da massa. Em um recipiente, faça uma mistura de açúcar e canela, e polvilhe à vontade por cima dos bolinhos. Uhmmmm, sirva com café ou chá quentinho. Felicidade na certa!!




DICA:

Se você desejar, pode acrescentar mais 1/4 de açúcar na massa, mas eu, particularmente, prefiro abusar no açúcar por cima dos bolinhos! 

NÃO VIVO SEM...

Canela!!




Essa especiaria super aromática não pode faltar na minha casa! Seja em pó ou em pau, ela tem várias utilidades: em bolos, bolinhos, biscoitos, rabanadas, caldas, chás... E dizem as vovós que é ótima para curar gripe! Eu já tenho a misturinha canela/açúcar prontinha para qualquer ocasião!! Beijos pessoal, e mais uma vez, obrigada por acompanharem o Receitinhas e Comidinhas!!



domingo, 24 de março de 2013

Cheesecake de Framboesa

Domingo merece receita dupla!! Durante a semana é muito difícil a gente ter tempo de fazer uma sobremesa, mas no fim de semana ela não escapa!! Confesso que o Cheesecake não ficou muito bonito não, talvez por que a gulosa aqui tenha cortado antes do tempo certo, e também por que foi criado hoje por mim, e acho que eu deveria ter colocado algum emulsificante para que ele ficasse mais firme, mas em compensação, o sabor ficou SENSACIONAL!! Então, anotem a receitinha e façam assim mesmo, e eu vou testando novas maneiras aqui e quando ficar mais bonitinho eu posto novamente!!

Cheesecake de Framboesas



Ingredientes:

Para a massa:

200g de bolacha maisena
100g de manteiga sem sal derretida
600g de cream cheese
1 lata de leite condensado
1 xícara (chá) de creme de leite
1 xícara (chá) de açúcar
1 colher (chá) de essência de baunilha

Para a calda:

3 xícaras (chá) de framboesas (frescas ou congeladas)
1 xícara (chá) de açúcar
1 xícara (chá) de água
1 colher (chá) de essência de baunilha

Preparo:





Bata a bolacha no liquidificador até que ela vire uma farinha. Em um recipiente, misture a farinha de bolacha com a manteiga até ficar uniforme. Disponha essa mistura em uma forma de aro removível alta, e aperte com os dedos para que fique firme no fundo. Asse em forno pré-aquecido a 180º por 10 minutos. Em uma tigela grande, junte o cream cheese, o leite condensado, o creme de leite, o açúcar e a baunilha e misture até obter um creme liso. Despeje esse creme na forma por cima da bolacha assada, cubra com papel alumínio e leve à geladeira por 3 horas. Enquanto isso prepare a calda. Leve uma panela ao fogo, e junte as framboesas, o açúcar, a água e a baunilha, e cozinhe até reduzir em ponto de calda. Não mexa muito para que as framboesas ainda fiquem em pedaços pequenos. Desligue o fogo e deixe esfriar completamente. Passadas 3 horas, despeje a calda por cima do creme, e leve novamente à geladeira por mais 2 horas. Não seja ansiosa(o) como eu, obedeça o tempo de geladeira para que o cheesecake fique firme!! Desenforme em um prato para bolo (a parte de baixo da forma fica como base) e delicie-se! Beijos e boa semana para todos!!



DICA:

Essa receita fica boa com qualquer outra fruta vermelha, então, se você não encontrar framboesas, pode substituir por amoras, mirtilo ou até morango.

NÃO VIVO SEM...

Medidores!



Você sabia que as xícaras e colheres que utilizamos no dia a dia não têm necessariamente o mesmo tamanho uma das outras? Pois é, por isso os medidores são tão importantes. Eles têm a medida exata que as receitas pedem, então você não corre o risco de errar! Eles são facilmente encontrados em lojas de utilidades domésticas. As versões de plástico são bem mais baratas, mas as de porcelana ou inox não ficam com cheiro dos alimentos.

Panquecas de Frango ao Molho de Gorgonzola

Domingão é dia de cometer alguns pecadinhos culinários, você não acha? Nós ralamos a semana inteira trabalhando e comendo coisinhas saudáveis, então vamos nos dar ao luxo de comer o que temos vontade no fim de semana! A minha escolha para hoje foi Panqueca de Frango ao Molho de Gorgonzola. Desejo nada modesto, mas simplesmente delicioso!!! Se você também acha que está merecendo uma estripulia como essa, anote a receitinha:

Panquecas de Frango ao Molho de Gorgonzola





Ingredientes:

Para as panquecas:

1 xícara (chá) de leite
2 ovos
1 xícara (chá) de farinha de trigo
1 colher (café) de sal
Manteiga para untar a frigideira

Para o recheio:

2 filés de peito de frango
1 litro de água
1 colher (sobremesa) de sal
1 colher (sopa) de azeite
1 colher (sopa) de cebola ralada
Pimenta do reino e orégano a gosto
1/2 xícara (chá) de creme de leite

Para o molho:
1 colher (sopa) de azeite
200g de queijo gorgonzola despedaçado
1 xícara (chá) de creme de leite
Pimenta do reino a gosto
Queijo parmesão ralado para finalizar

Preparo:

Para as panquecas:




Bata todos os ingredientes no liquidificador (líquidos em baixo) e assim que a massa estiver homogênea, desligue e deixe descansar por no mínimo 20 minutos. Em fogo baixo, aqueça e unte uma frigideira ou panquequeira com uma fina camada de manteiga. Tire a panquequeira do fogo e acrescente uma  concha de massa, e faça movimentos para que a massa se espalhe por toda a superfície. Volte a panquequeira ao fogo e frite a panqueca de um lado. Quando ela estiver solta, vire-a com a ajuda de uma espátula. Frite de outro lado e quando estiver dourada tire e reserve em um prato. Repita o procedimento com o resto da massa, não se esquecendo de untar a cada vez que adicionar mais massa. Essa quantidade de massa rende aproximadamente seis discos de panquecas.

Para o recheio:

Cozinhe os filés de frango em 1 litro de água com uma colher (sobremesa) de sal por aproximadamente 20 minutos. Escorra a água e desfie o frango. Aqueça uma frigideira e adicione o azeite e refogue a cebola. Acrescente o frango desfiado e tempere com pimenta do reino e orégano. Não precisa salgar pois o molho já é bem salgado. Acrescente o creme de leite e reserve.

Para o molho:



Em uma frigideira, aqueça o azeite e adicione o queijo gorgonzola despedaçado. Deixe derreter um pouco e inclua o creme de leite. Tempere com pimenta do reino. Quando o queijo estiver todo derretido e incorporado ao creme de leite, desligue o fogo.



Em um refratário, adicione um pouco de molho ao fundo para "untar". Recheie cada disco de panqueca com um pouco de frango, enrole e acomode no refratário. Quando todas as panquecas estiverem dispostas, despeje o molho uniformemente por cima. Finalize com queijo parmesão ralado e leve ao forno pré-aquecido a 180º por 15 minutos. Prontinho! O domingo já ficou mais gostoso com essa receitinha!!



DICA:

Eu adoro virar as panquecas fazendo aquele malabarismo de virar jogando para cima, mas isso é só uma brincadeira, e eu treinei e estraguei muita massa até conseguir. Para não correr esse risco, é só usar uma espátula chata ou um pão duro (espátula de silicone) que o resultado é o mesmo e mais seguro!!

NÃO VIVO SEM...

Uma panquequeira!



Dá para fazer panquecas em uma frigideira tradicional, mas a panquequeira, por ser mais rasa, facilita na hora de virar e tirar a panqueca. Eu tenho duas, uma vermelha com corações que ganhei da minha mãe e tenho dó de usar de tão linda, e a outra que é mais simples e está até feinha de tanto ir para o fogão!!! Não saia daí por que hoje eu estou inspirada e ainda vou postar uma receitinha de sobremesa maravilhosa!!

quinta-feira, 21 de março de 2013

Panquecas Americanas

Bom dia!! A receitinha de hoje é uma opção para mudar a cara do café da manhã: Panquecas Americanas. Quando fui fazer intercâmbio nos EUA, o primeiro lugar que minha família me levou foi em uma lanchonete bem típica para tomar um "Brunch" (mistura de breakfast e lunch, ou seja, um café da manhã reforçado que também substitui o almoço). Quando eu olhei aquele monte de coisas (uma montanha de panquecas, ovos, bacon, torradas, batatas), pensei - "meu Deus, NUNCA vou conseguir comer tudo isso". Um ano depois, voltei para o Brasil com seis quilos a mais de tanto fazer brunch! E para mim, a coisa mais gostosa que comi por lá foram as panquecas! Minha "host Mother  (mãe anfitriã), a Sue, fazia nos fins de semana e eu comia muito!! Enfim, quando voltei para o Brasil, não consegui mais viver sem panquecas. Na primeira vez que fiz, o Thiago, meu marido também se apaixonou e a partir desse dia faço sempre! Anotem aí a receitinha, façam e me digam o que acharam!!

Panquecas Americanas



Ingredientes:

1 1/4 xícara de farinha de trigo
2 colheres (sopa) de açúcar
1 colher (sopa) de fermento em pó
1/2 colher (café) de sal
2 ovos
1 xícara (chá) de leite
2 colheres (sopa) de manteiga derretida
Manteiga para untar

Preparo:




Em uma tigela, peneire os ingredientes secos (farinha, açúcar, fermento e sal). Reserve. Em outra tigela, bata os ovos somente para homogeneizar, e depois adicione o leite e a manteiga derretida. Junte os líquidos aos ingredientes secos, e bata até que fique uma massa lisa. Leve uma frigideira ao fogo médio e unte com manteiga. Despeje uma concha de massa no meio da frigideira, e faça movimentos para que a massa fique redonda (não deixe que ela se espalhe muito). Frite por aproximadamente 30 segundos. Com a ajuda de uma espátula, vire a panqueca e frite o outro lado. Repita o procedimento, sempre untando novamente a frigideira antes de adicionar mais massa. Essa quantidade faz aproximadamente 8 panquecas. Eu gosto do jeito americano de servir, com manteiga e "Maple Syrup", que é uma calda de bordo, uma planta que não temos no Brasil. Porém, essa calda já pode ser encontrada em alguns mercados e lojas de produtos importados. Fica muito bom também com geléias, nutella, calda para sorvete, brigadeiro... enfim, use a imaginação e delicie-se!! 



DICA:

Para variar e agradar a criançada, você pode colocar metade da quantidade de farinha e a outra metade substituir por chocolate.

NÃO VIVO SEM...

Tigelas de Inox



Tigelas de inox são ótimas para bater qualquer coisa, e a grande vantagem é que não ficam com cheiro dos alimentos. Então pode bater ovos à vontade, lavar e depois servir uma salada na mesma tigela que não vai ter problema algum! 

terça-feira, 19 de março de 2013

Sopa de Feijão com Macarrão

Boa noite!! Quem me conhece bem, sabe que eu amo frio, e tudo o que combina com ele. Chás, cafés, chocolate quente, fondue, caldos... sopas então, nem se fale! Bateu uma brisa e já é motivo para eu preparar uma sopinha! Então hoje, como está friozinho, eu fiz uma das minhas preferidas, e que eu tomo desde criancinha: Sopa de Feijão com Macarrão! Espero que vocês se inspirem e façam também, e já vamos treinando por que no inverno só vai dar receitinhas quentinhas aqui no Blog!
 
Sopa de Feijão com Macarrão


 
Ingredientes:

3 xícaras (chá) de macarrão (conchinha, argolinha, ave-maria)
3 xícaras (chá) de feijão cozido
1 litro de caldo de legumes (caseiro, ou 1 tablete de caldo de legumes para 1 litro de água)
200g de carne picada
50g de bacon fatiado grosso
3 colheres (sopa) de azeite
1 colher (sopa) de cebola picada
1 colher (café) de alho amassado
1 tomate cortado em cubos
4 batatas médias descascadas e cortadas em cubos
2 cenouras médias descascadas e fatiadas
2 folhas de louro
Sal e pimenta do reino a gosto
Cebolinha e salsinha a gosto

Preparo:




Bata o feijão com o caldo de legumes no liquidificador (ou a água e o caldo em tablete). Reserve. Leve uma panela de pressão ao fogo e aqueça o azeite. Doure a cebola e o alho e frite a carne. Tempere com sal e pimenta do reino. Acrescente o bacon e refogue mais um pouco. Adicione o tomate e misture para murchar levemente. Junte as batatas e as cenouras, mexa e acrescente o caldo de feijão. Coloque as folhas de louro e tampe a panela. Depois que começar a apitar, deixe cozinhar por 10 minutos. Abra a panela e acrescente o macarrão, e deixe cozinhar por mais 10 minutos. Se você achar que a sopa secou, pode acrescentar um pouco mais de água e deixe engrossar. Acerte o sal se necessário. Salpique salsinha e cebolinha a gosto e sirva com pão fatiado. E viva o frio!!



DICA:

1) Eu utilizei o feijão sem temperar para fazer o caldo. Caso você tenha feijão já temperado, preste atenção no sal.
2) Ao invés de bacon, calabresa fatiada também vai muito bem nessa sopa.

NÃO VIVO SEM...

Descascador de legumes!


Gente, esse utensílio é mágico, não é? Lembro quando eu era criança e minha mãe descascava batata com a faca! O descascador além de facilitar enormemente a vida de quem cozinha, ainda evita o desperdício dos alimentos, pois ele só tira mesmo aquela casquinha fina. E ainda pode ser usado para fazer lascas no queijo parmesão e no chocolate também!! Bye bye e até a próxima receitinha!!

domingo, 17 de março de 2013

Torta de Batatas

Hoje é um dia muito especial! É aniversário da minha irmã, Eliane, que é simplesmente tudo para mim! Sempre fomos super grudadas, melhores amigas, inseparáveis! Hoje ela me pediu para fazer essa comidinha maravilhosa que nossa mãe sempre fazia, e que depois que ela morreu (faz um ano e cinco meses) ainda não tínhamos tido aquele ânimo para fazer. Minha irmã sempre pedia para ela fazer nos aniversários, e hoje, com muito amor, eu finalmente fiz especialmente para ela, e claro, lembrei muito da minha mãe enquanto cozinhava. Ficou muito boa, e quem comeu elogiou, mas acho que a da minha mãe ficava melhor... De qualquer forma acho que ela deve estar orgulhosa e feliz por estarmos levando a diante essa receita maravilhosa que ela nos deixou! E olha que foi ela mesma quem inventou hein!! Anotem ai a receitinha, e façam para alguém especial na vida de vocês também!!

Torta de Batatas

 

Ingredientes:

Para a massa

1kg de batatas
Água para cozinhar as batatas
2 colheres (sopa) de manteiga
150 ml de leite
4 ovos
200g de queijo parmesão ralado
4 colheres (sopa) de farinha de trigo
1 colher (café) de sal

Para o molho

2 colheres (sopa) de azeite
1/2 cebola picada
1 dente de alho amassado
1/2kg de carne moída (preferencialmente patinho)
Sal e pimenta do reino a gosto
350ml de purê de tomate
50ml de água
Orégano a gosto
Cebolinha e salsinha a gosto

Preparo:






Lave bem as batatas. Na panela de pressão, cubra as batatas com água e cozinhe por aproximadamente 25 minutos. Elas devem estar começando a rachar, mas ainda firmes. Espere esfriar um pouco, descasque-as e passe-as pelo espremedor de batatas. Adicione a manteiga e misture até incorporar bem.  Junte o leite e misture novamente. Adicione os ovos, um a um, mexendo a cada adição (lembre-se de quebrar os ovos um a um separadamente antes de adicionar à mistura, pois se algum deles estiver estragado, você não perde a receita toda). Adicione o queijo ralado, reservando um pouco para salpicar por cima da torta. Por último, acrescente a farinha aos poucos, mexendo para incorporar. A massa deve ficar em uma consistência um pouco mais mole que a de um purê de batatas. Reserve a massa. Em uma frigideira grande, aqueça o azeite, e refogue a cebola e o alho. Acrescente a carne moída, mexendo apenas para que o tempero se junte a ela. Depois, deixe fritar sem mexer. Quando ela mudar de cor, pode começar a mexer para que as bolas que se formaram se soltem. Tempere com sal e pimenta do reino a gosto. Adicione o purê de tomate, orégano a gosto e 50ml de água, misture e tampe a panela, deixando apurar o molho por aproximadamente 10 minutos, até que seque um pouco. O molho deve ficar com pouco líquido. Salpique a cebolinha e a salsinha. Em um refratário grande, despeje um pouquinho de molho no fundo (só para umedecer). Despeje metade da massa de batatas, e depois 2/3 do molho. Faça outra camada com o restante da massa, e finalize com o restante do molho. Salpique o restante do queijo parmesão e asse em forno pré-aquecido a 180º por aproximadamente 30 minutos.  Sirva com arroz branco. Essa receita serve bem 4 pessoas. Eu fiz duas receitas.



DICA:

Se você não tiver espremedor de batatas, bata-as no liquidificador.

NÃO VIVO SEM...

Colheres de Pau!!



Em AMO colheres de pau! Faço coleção, e onde vou compro uma! Agora existem também as de bambu, que são tão bonitas quanto as de pau, e são mais higiênicas pois não acumulam tantas bactérias. Mas de qualquer forma, guardo todas que eu tenho. Elas ficam em um suporte na minha bancada, enfeitando minha cozinha! Espero que tenham gostado dessa receitinha que realmente faz parte da minha história, e que foi criada por essa mulher simplesmente maravilhosa e inspiradora que foi minha mãe!




sábado, 16 de março de 2013

Spaghetti alla Puttanesca

Quem já percebeu que eu ADORO macarrão?? É verdade. Macarrão é um alimento tão democrático e saboroso... com a mesma base, você consegue agradar a família toda. A receitinha de hoje tem um nome bem sugestivo, com uma história bem interessante: "Spaghetti alla Puttanesca" (Espaguete à moda da prostituta). A origem desse prato não é comprovado, mas muitos dizem que ele foi criado por prostitutas, por se tratar de um prato barato com ingredientes acessíveis. Se é verdade ou não, eu não sei. Só sei que quem criou é um gênio, pois é muito bom!!! Existem algumas variações para essa receita, e essa aí é à MINHA moda!!

Spaghetti alla Puttanesca



Ingredientes:

200g de espaguete
2 litros de água
1 colher (sopa) de sal
50ml de azeite
1 dente de alho amassado
1 tomate cortado em cubos
8 filés de anchovas picadas
2 colheres (sopa) de alcaparras
3 colheres (sopa) de azeitonas pretas fatiadas
1/2 colher (café) de pimenta calabresa
1 ramo de orégano fresco ou 1 colher (chá) de orégano seco
Parmesão ralado a gosto

Preparo:



Em uma panela, ferva 2 litros de água com 1 colher (sopa) de sal. Adicione o espaguete e cozinhe até ficar "al dente". Escorra e reserve.
Em outra panela ou frigideira, aqueça o azeite, e doure o alho. Adicione o azeite e refogue até que eles murchem. Adicione as anchovas e misture para que elas se desmachem um pouco. Em seguida, adicione as azeitonas e as alcaparras e cozinhe por mais 3 minutos. Salpique a pimenta calabresa e o orégano, coloque o macarrão e misture bem para encorporar o molho. Desligue o fogo, sirva com parmesão ralado e mais um fio de azeite. Esse receita serve bem duas pessoas. Uhmmmm...



DICAS:

1) Caso o macarrão grude depois que for escorrido, é só jogar água fria e balançar o escorredor, e ele voltará a ficar solto.
2) Anchovas não são tão facilmente encontradas, então, um bom substituto é o atum em lata.
3) Não adicione sal ao molho, pois as anchovas, as azeitonas e as alcaparras já são bem salgadas.

NÃO VIVO SEM...

Azeite!



Segundo a Wikipedia (www.http://pt.wikipedia.org/wiki/Azeite), "o azeite de oliva possui várias substancias benéficas à saúde. Ele pode reduzir a quantidade de LDL (mau colesterol) do organismo, devido a sua grande quantidade de gordura monoinsaturada, o fator importante é que essa gordura não se transforma em colesterol. Esse fator reduz o risco de infarto ou AVC, uma vez que o consumo regular do azeite de oliva reduz a formação de placas de ateroma nas paredes dos vasos sanguíneos". Além de tudo isso, ele é simplesmente delicioso!!! Eu uso em quase todas as minhas preparações!! Bom sábado e até amanhã com mais receitinhas gostosinhas!!